Episódio 1: Nascimento

Imagem3.jpg

A ideia do EA surgiu meses e meses antes do fansub nascer. Um grupo de amigos que estudavam japonês juntos e adoravam animes queriam deixar de serem meros leechers e começar a disponibilizar seus próprios lançamentos. Mas sempre batíamos no problema: como e o que devemos fazer? Não sabíamos onde procurar e era difícil de achar informações.

No fim, juntamos o que encontramos e começou os estudos. Um tentando aprender a sincronizar (o timing), outro mexendo com krks e assim vai. Dias, semanas, meses passaram e tudo ficava só na conversa, até que resolvi colocar a coisa para funcionar, juntamos o que tínhamos aprendido e no dia 30 de outubro de quase oito anos atrás, nasceu o EA.

Começamos lançando coisas bem pequenas como uns Shana-tan e alguns dias depois entramos com os projetos "de verdade" e, dentre eles, estava algo que ninguém estava dando muita atenção (Death Note era o centro das atenções) e logo se tornaria "lendário": Code Geass.

EaPost1 zps706cddac.jpg

Eh... que peso nas costas. Code Geass feito por um bando de n00bs que nem sabiam o que era Aegisub.

Pior que logo o núcleo do fansub desmanchou, sobrando apenas eu e o Death T.E. que até hoje é um membro fantasma, aí começamos a recrutar...

Episódio 2: A autodestruição

No período entre outubro e abril, conseguimos nos manter inteiros e novos membros se juntaram ao grupo. Com uma confiança maior, chegamos com tudo na nova temporada e resolvemos pegar vários projetos. Idolmaster, Nagasarete Airantou, Kaze no Stigma... Lucky Star. Somando o que já tínhamos em andamento, pegamos uma bomba relógio que explodiu em julho. Bem, eram todos animes de 24+ episódios e só Lucky Star valia por 3 em quantidade de trabalho...

Tantos projetos ao mesmo tempo, tradutores que traduziam 1-3 episódios e sumiam... então era o fim do EA...

LuckyStar4 zps7638dda3.jpg

...ou não. Movidos principalmente pelo saudoso Lucky Star, várias pessoas determinadas se uniram a nós e nos deram uma força tremenda. Aos poucos, tudo foi sendo concluído no futuro ou tiveram o triste fim de serem cancelados para um bem maior.

Então, saímos da morte e nos reerguemos como uma força tremenda.

Episódio 3: R2

Chegava novamente Code Geass. A casa estava sendo colocada em ordem. "Oficialmente" anunciamos o Eternal Animes R2 como uma nova fase do fansub, usando o nome do anime que nos fez nascer.

E isso não ficou só na conversa, Code Geass R2 e Kanokon (os dois novos projetos da fase), saíram basicamente sem atraso algum. E essa foi apenas uma das inúmeras mudanças: começamos a migrar do 576p para 720p; Kara no Kyoukai 1 trazia a mudança para o softsub; e Utawarerumono trazia os Blu-rays em 1080p.

Usando esse novo gás, começamos a dar fim no outro projeto que amávamos: Lucky Star. Pior, enquanto eu trabalhava vagarosamente nele, um fansub drama se propagava: um tal de Shami tinha traduzido os episódios que não tínhamos lançados e disponibilizado-os no Orkut. E como fiquei sabendo disso? Quando começaram a nos acusar de termos copiado as legendas. Eh... não sabia que copiar o trabalho dos outros gastaria 8 meses. Fizemos nossa defesa e discutimos tudo abertamente e o problema foi resolvido.

Pior que ainda na fase R2 um HD meu morreu. Sem backup, inúmeras legendas foram perdidas e animes como Higurashi no Naku Koro ni Kai ficaram impossibilitados de verem seu relançamento (culpa do hardsub).

Episódio 4: A calmaria

Um ano depois a fase R2 chegava ao fim e entramos num período meio... estranho. Não estávamos parados, mas não estávamos fazendo nada incrível. Nesse período, não tinha nenhum anime que realmente gritava "me traduza" e concentramos nossas forças no que ainda estava em andamento, OVAs e DVDs/BDs. Acabei conhecendo Hayate no Gotoku e a segunda temporada se juntou a Valkyria Chronicles como projetos e saíram... lentamente. Talvez, o maior destaque aqui foi termos começado Fate/Stay Night em BD/DVD.

Episódio 5: O exército EA

A calmaria não durou muito, no último semestre de 2009 começa uma grande expansão de membros e novamente começamos a lançar animes como nunca. Era extremamente complicado administrar tantas pessoas e às vezes você tinha que abrir mão de alguém para o bem do grupo... decisões complicadas... Outros destaques desta parte são nosso avanço nos Blu-rays e na série que gosto muito, mas ainda é pouco conhecida por aqui: Touhou.

TouhouMusouKakyou2poster.jpg

Esta é talvez a maior fase do fansub e foi aos poucos acabando com mais pessoas saindo do que entrando para o sub...

Episódio 6: O sonho que chegava ao fim?

Tudo um dia acaba. Depois de altos e baixos durante o longo "episódio 5", a staff estava extremamente reduzida e o fansub começava a perder o fôlego no começo de 2013. Outubro chegou, e no nosso mês de aniversário, tivemos míseros 6 lançamentos.

Minha vida pessoal conturbada, somado a staff reduzida, fez parecer que estávamos vivendo apenas de Little Busters! ~Refrain~. E quando a série acabou, muitos decretaram: a história do EA acaba aqui.

Episódio 7: E a jornada continua

E chegou 2014. E para a surpresa de muitos, o EA continua as atividades com apenas um projeto de janeiro. Mas com parcerias, Blu-rays e a tradução de algumas séries "antigas", a atividade do grupo começava a aumentar.

O fim do relançamento de Little Busters! em Blu-ray decretava: o EA está de volta. Isso ficou extremamente provado com a temporada de abril que foi um sucesso. Planos para o ano todo já estão traçados e o futuro parece brilhante. Caminhamos para um novo aniversário que não parecerá um velório, como foi no ano passado. Caminhamos, com uma staff mínima, menor do que a de grande parte dos fansubers aqui apresentados, mas que quer continuar a fazer este trabalho que tanto gostamos. Caminhamos, com os nossos usuários que nos dão ainda mais força para querer seguir em frente.

Do passado ao presente

Se fôssemos entrar em cada detalhezinho da nossa história, isto aqui renderia ainda muito texto, mas vamos colocar mais alguns pontos:

-Outros membros vieram, e vieram e vieram e vieram. São tantos que não posso nem citar nicks, pois acabarei esquecendo de alguém. Mas o tempo passa. As pessoas vem e vão. Mas seus legados ficam. Agradeço a todos pela contribuição que um dia já deram ao suber.

-Ao contrário de alguns grupos que preferem trabalhar sozinhos, fizemos inúmeras parcerias durante toda a nossa história. Foi um prazer trabalhar com todos e esperamos novas parcerias no futuro.

-Fizemos várias coisas além de ficar subando animes: sejam tutoriais no site, tradução de abertura de jogos ou mesmo os shows da Hatsune Miku.

HatsuneSapporo.jpg

E o futuro...

Penso em seguir com a staff reduzida por ser mais fácil de administrar, principalmente porque nunca resolvemos o problema de 95% dos projetos terem que passar pela minha mão antes de serem lançados. Acho que isso faz alguns acreditarem que o EA atual é igual a mim, principalmente porque sou o único que posta no site do grupo...

Nosso objetivo não muda: queremos sempre a melhor qualidade possível. Então nosso foco é o 1080p e já começamos o processo de abandonar o BDRIP em 720p.

Não fazemos os arquivos pensando num pendrive enfiado numa TV (principalmente porque esses leitores tendem a ignorar tudo quanto é efeito do ASS), com isso o áudio em Flac está dominando nossos lançamentos em BD. Não é a realidade de muitos (nem minha! Eu assisto tudo no PC mesmo), mas um notebook ligado na TV resolve todos os problemas.

KonataYay zps4442643a.jpg

Em hipótese alguma faremos múltiplos lançamentos diferentes pensando nas múltiplas pessoas diferentes: hardsub, mp4, 80mb, etc. Isso tudo pode ser resolvido pelo usuário reencodando ou removendo nossa legenda e anexando em outro vídeo, ou procurando sites de reencode que fornecem nosso trabalho. Não aceito a desculpa de demora para download, porque, como já falei bilhões de vezes, eu passava o dia inteira em fila no OMDA para baixar Azumanga Daioh em avi 170mb numa incrível velocidade de 10kb/s (façam as contas) e ficava extremamente satisfeito, pois eu sabia que era muito melhor que aqueles RMVBs de 35mb.

"Ah, mas eu vou assistir e deletar". No exato momento em que digito esta postagem, estou baixando Seikoku no Dragonar 12 que tem mais de 400mb e nem sei quando vou assistir (e com certeza o deletarei em seguida).

Então, é uma questão de prioridades. Cada um tem as suas. E nosso foco é naqueles que buscam a qualidade.

Continuamos com o full softsub sem chance alguma de voltarmos a colocar krks fixos no vídeo. Também mantemos a abertura limpa (sem créditos fora o nome do suber), só voltamos a colocar um pequeno lembrete nos lançamentos em HDTV: Feito de fãs para fãs! Não venda, alugue ou compre!

Já que somos fãs que continuam esse trabalho depois de todos esses anos porque adoramos fazer isso.

Baixem nossos lançamentos pelo clássico bot no IRC, torrent livre, torrent com ratio ou no Mega. E deixem suas críticas, sugestões e elogios! Ouvi-los é sempre bom!

Visite: Eternal Animes

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.